sexta-feira, 10 de agosto de 2012

A Incrível História de Ryan Hreljac. O Menino Que Tirou A Sede De Meio Milhão De Africanos.

Ryan

Quando Ryan era pequeno, estava na escola no equivalente ao Jardim de Infância aqui no Brasil, com apenas seis anos, sua professora falou aos alunos sobre como viviam as crianças na África. Profundamente comovido ao saber que algumas crianças até morrem de sede, que não há poços de onde tirar água, e pensar que a ele bastavam alguns passos para que a água saísse da torneira durante horas… Ryan perguntou quanto custaria para levar água a eles. A professora pensou um pouco, e se lembrou de uma organização chamada WaterCan, dedicada ao tema, e lhe disse que um pequeno poço poderia custar cerca de 70 dólares (em 10/08/2012 R$ 142,10). Quando chegou em casa, foi direto a sua mãe Susan e lhe disse que necessitava de 70 dólares para comprar um poço para as crianças africanas. Sua mãe disse-lhe que ele deveria trabalhar para conseguir e foi-lhe dando tarefas em casa com as quais Ryan ganhava alguns dólares por semana. Finalmente reuniu os 70 dólares e pediu à sua mãe que o acompanhasse à sede da WaterCan para “comprar seu poço” para os meninos da África. Quando o atenderam na WaterCan, disseram-lhe que o custo real da perfuração de um poço era na verdade 2.000 dólares e não 70 como sua professora inocentemente havia informado na sala do Jardim de Infância. Susan (a mãe de Ryan) deixou claro que ela não poderia lhe dar 2.000 dólares por mais que limpasse as coisas dentro de casa durante toda a vida, porém Ryan não desistiu. Prometeu ao homem da ONG WaterCan que voltaria… E o fez. Contagiados por seu entusiasmo, todos puseram-se a trabalhar: seus irmãos, vizinhos e amigos. Entre todo o bairro conseguiram reunir 2.000 dólares, trabalhando e recolhendo donativos, Ryan voltou triunfante a WaterCan para “comprar” o seu poço.

Em janeiro de 1999 (portanto Ryan estava com 8 anos de idade) foi perfurado um poço em uma vila ao norte de Uganda.

À partir daí começa a lenda. Ryan não parou de arrecadar fundos e de viajar por meio mundo buscando apoio. Quando o um poço em Angola estava pronto, o colégio onde Ryan estudava começou trocar correspondência (via cartas normais não e-mail’s) com as crianças do colégio que ficava ao lado do poço, na África.

Assim Ryan conheceu Akana: um jovem que havia escapado das garras dos exércitos de meninos e que lutava para estudar a cada dia. Ryan sentiu-se cativado por seu novo amigo e pediu a seus pais para ir vê-lo. Com um grande esforço econômico, os pais pagaram sua viagem a Uganda e Ryan, no ano  2000 (tinha 9 anos), chegou ao povoado onde havia sido perfurado “seu” poço. Centenas de meninos dos arredores formavam um corredor e gritavam seu nome.

– Sabem meu nome? (Ryan perguntou a seu guia).

- Todo mundo que vive 100 quilômetros ao redor sabe seu nome, respondeu.

Ryan e U

Ryan acompanha a perfuração de um poço na África

A Fundação “Poço de Ryan” tem apoiado projetos de água e saneamento que foram concluídas ou estão em curso em Uganda, Malawi, Nigéria, Quênia, Etiópia e Tanzânia. Ryan se reuniu com muita gente famosa em todo o mundo e foi até abençoado pelo Papa, mas ele insiste que é “apenas um cara normal.” Sua mãe, Susan, disse: “Ryan trata todo mundo que conhece, da mesma forma. Em seu coração não faz diferença se são primeiros-ministros, atendentes de posto de gasolina ou alunos da sétima série. Ele acredita, em seu coração que uma menina de 5 anos de Florida, que enviou 5 centavos com a realização de tarefas domésticas é tão importante quanto o homem que mandou de Dubai $ 5.000.“

Ryan Conversa com crianças na África

Slater, um jovem repórter de 11 anos de idade do “jornalzinho” “My Hero” (Jornal Meu Herói), entrevistou Ryan.

My Hero: O que você aprendeu com o povo de África?

Ryan: “Eu aprendi que todos são iguais. Quando eu fui para Uganda, eu pedi para ir à escola por um dia. E eu realmente gostei de jogar futebol. As crianças em Uganda são crianças normais. É lamentável nascer em um país que não possui água potável, assim como temos na América do Norte.“

“Eu aprendi que cada criança precisa de certas coisas para serem saudáveis e felizes, não importando onde elas vivam. As crianças precisam de água limpa e saneamento. Elas precisam de comida para comer, precisam ser capazes de frequentar a escola e precisam de tempo para brincar e se divertir. Dessa forma, elas também poderiam ajudar o mundo“.

“O mundo é como um quebra-cabeça enorme, e nós todos temos de ser o engenheiro para perceber qual é o lugar para a nossa peça deste quebra-cabeça. Percebi que meu ajuste da peça é com água pura. Só espero que todo mundo saiba qual é o lugar para o seu pedaço do quebra-cabeça.“

My Hero: Se você tivesse a atenção do mundo por 5 minutos, o que você faria?

Ryan: “Se eu tivesse a atenção do mundo por 5 minutos, gostaria de pedir a todos para pensar sobre o quanto nós temos. No Canadá, temos muitas coisas. Assim, gostaria de pedir que as pessoas pensem sobre o que elas querem e do que elas realmente precisam. Peço-lhes para compartilhar um pouco, não importa onde elas vivam. “

“Peço a todos que acreditem em seus sonhos. Se você fizer isso, você pode fazer qualquer coisa. “

“Às vezes as pessoas pensam: “Não tenho muito para dividir”, mas elas estão enganadas. Vou lhe dizer por quê: Os caras na Escola Primária de Angola, na Uganda (que é onde furei o meu primeiro poço) decidiram, após a minha visita, que eles também poderiam partilhar alguma coisa. Eles me disseram que gostaram de mim por fazer a diferença para eles. Essas crianças não tinham nada, mas elas decidiram que iam passar 5 dias fora do tempo escolar para a prática de um voluntariado, ajudando os idosos ou pessoas com AIDS e outras coisas.“

“Eu chamaria a atenção de todos os líderes mundiais para pedir-lhes para pensar em tudo neste mundo e não apenas nas pessoas de seus países e suas fronteiras. Gostaria de pedir que eles façam o que eu aprendi quando eu estava no jardim de infância, e compartilhem. Gostaria também de pedir para passar mais tempo ouvindo as crianças. “

My Hero: “Você é um herói para muitas pessoas ao redor do mundo. Quem é seu herói e por quê? “

Ryan: “Meus heróis são os filhos ao redor do mundo que estão trabalhando para fazer a diferença, embora exista muitos adultos que não acreditam que eles possam conseguir, eles podem, e isso é ótimo!”

Ryan e Akana

My Hero: Você já realizou tanto em sua curta vida, quais são seus planos para o futuro?

Ryan: “Quando eu crescer eu quero ser um engenheiro hidráulico e fazer o meu trabalho na África, e eu quero que todos tenham acesso à água potável.”

My Hero: Como você envolve as crianças na perfuração de poços?

Ryan: “As crianças podem levantar fundos para projetos relacionados à água. Quando se trata de construir um poço, o custo pode variar dependendo de qual região da África esteja em causa: condições de solo, profundidade do poço, equipamento e disponibilidade de trabalhadores qualificados. Aprendemos também que a construção de um poço é apenas uma etapa no processo de fornecimento de água potável. Há outros custos, como treinamento de pessoas locais para manutenção do fornecimento, bem como ensinar eles sobre os procedimentos de instalações sanitárias adequadas para garantir que tudo seja um sucesso.“

“Se as crianças querem fazer coletas de dinheiro é preciso de algumas ideias, ela pode lavar um carro, vender pão, vender artigos do lar, dos quais não faça mais uso ou vender água engarrafada. Algumas escolas estão fazendo o que eu fiz, fazendo um trabalho extra tendo como objetivo construir um poço. Se cada estudante economizar $ 1 (em 10/08/2012 cerca de R$ 2,00) por semana durante 10 semanas, e havia 100 pessoas na escola, isso representaria $ 1,000! (R$ 10.000) Alguns alunos doam parte de seu dinheiro que ganham trabalhando como babá ou recolhendo o lixo da vizinhança. A média canadense de utilização da água por pessoa é de aproximadamente 343 litros de água (por dia), enquanto as pessoas comuns dos Estados Unidos usam 555 litros (por dia). Em Uganda, a pessoa usa em média menos de 10 litros (por dia). Algumas crianças no Canadá vendem camisetas ou água engarrafada com uma impressão de 343 x 10 em suas camisas dizendo que as pessoas precisam economizar água. “

My Hero: Como você se diverte?

Ryan: “Eu gasto metade do meu tempo dando assistência ao mundo e na outra metade sou uma criança normal. Participo da equipe de basquete da minha escola e jogo em um time de hóquei. Eu gosto de jogos de computador e eu gosto de ler e jogar xadrez. Oh! Eu adoro rir. Eu assisto muito ao desenho Os Simpson.“

Só para esclarecer: Esta entrevista foi feita por uma criança, quando Ryan ainda era uma criança. (N.A) 

Hoje em dia, Ryan (com 21 anos [em 10/08/2012]) tem sua própria fundação e conseguiu perfurar mais de 400 poços na África. Encarrega-se também de proporcionar educação e de ensinar aos nativos a cuidar dos poços e da água. Recolhe doações de todo o mundo e estuda para ser engenheiro hidráulico. Ryan tem se empenhado em acabar com a sede na África.

Ryan adulto

Ryan Hreljac nasceu no Canadá em maio de 1991, ou seja, hoje (2012) tem 21 anos.

Escrito originalmente por Wendy Jewell

Fotos cortesia de RyansWell.ca (A Fundação [ONG] de Ryan)

Imagens criadas por RyansWell.ca.

Informação adicional Traduzido originalmente por Grissel Villar.

Traduzido do texto original e adaptado por Jorge Costa (O Rescator).

19 comentários:

  1. OLÁ RESCATOR.

    SIMPLESMENTE EMOCIONANTE.

    ABS DO BETO.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Beto!
    Você sempre prestigiando o Blog O Rescator!
    Obrigado!

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. Obrigado Bete Sinhorini, é um prazer ter um comentário seu pela primeira vez aqui no Blog O Rescator. Espero que você volte mais vezes. Beijão

      Excluir
  4. lindoooooooooo fiquei emocionada,o RYAN é um ANJO enviado por DEUS , para fazer o bem...adorei obrigado beijosssssss!!!!

    ResponderExcluir
  5. lindooooo fiquei emocionada com a perseverança do RYAN, um anjo enviado por deus pra fazer o bem... adorei JORGE obrigado bjosss

    ResponderExcluir
  6. Olá Marina Valle,obrigado por ter vindo ao Blog O Rescator.
    Se o Ryan Hreljac não for um anjo, certamente foi inspirado por um não é mesmo?

    ResponderExcluir
  7. Chorando!! por isso me faltam as palavras, ou melhor..tenho...a certeza de uma antiga teoria. ... enquanto for colocado as personalidades acima dos principios vamos precisar de muitos Ryans!! e quem disse que para fazer o bem é necessario ser adulto! a maior prova que ja nascemos com o carater formado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato é muito bonito e digno de nossas lágrimas.

      Excluir
  8. Que linda história emocionante de amor ao próximo! Quem dera se no mundo existisse tantos e tantos Ryans. Fique extremamente tocada e sensibilidade. É algo que comove a alma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Andréa Sales,
      Obrigado por ter visitado o blog O Rescator.
      Mais dois ou três Ryans no mundo e ele seria bem melhor não é mesmo?
      Um abraço

      Excluir
  9. OLÁ RESCATOR.
    UMA PERGUNTA:
    JESUS ERA MÉDIUM?

    ABS DO BETO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Beto!
      Obrigado por mais essa visita ao Blog do Rescator.
      Jesus era médium?
      Bom, Jesus, adaptação para o português da forma grega de se falar a palavra Yeshua que por sua vez é a forma abreviada da palavra Yehoshua que significa Salvador. Nos primórdios este nome foi adaptado para o português como Josué ou Jesua. Desde antes do nascimento de Jesus (entenda que Jesus era um nome relativamente comum nesta época), tanto o nome Yehoshua como Yeshua, foram traduzidos para o grego como Iesus, muito natural ter sido traduzido para o português como Jesus . Yehoshua e Yeshua significam: Yavé (Deus) salva. Muitos, erroneamente acreditam que o sobrenome de Jesus seja “Cristo”, absolutamente não é. Os sobrenomes naquele tempo, nos tempos de Jesus, eram (não muito diferente de hoje), vindos de seus pais (exemplo: John MacDonald = John filho de Donald) no exemplo "Mac" significa “filho de” em hebraico seria “ben” ou “bar”; como o nome do pai de Jesus era José, seria Jesus filho de José, em hebraico: Yehosua ben Yossef, ou, Yeshua ben Youssef. Em alguns momentos, Jesus foi referido como Jesus Nazareno; em alguns casos os “sobrenomes” eram o local (ou a cidade) onde a pessoa nascia ou era criada, portanto Jesus o Nazareno – Yeshua Hanatzrati - ou Jesus de Nazaré – Yeshua minatzrat. (ambas expressões em hebraico.
      Consultando um dicionário bem simples, sem maiores pretensões, a palavra Médium significa a qualidade daquele que possui uma faculdade que permite a comunicação entre homens e espíritos desencarnados (mortos). Dentro dessa concepção, ela se manifestaria de forma mais ou menos ostensiva em todos os indivíduos. Porém, usualmente apenas aqueles que a apresentassem num grau mais perceptível seriam chamados médium.
      Em vários episódios da Vida de Cristo, ele demonstra essa habilidade (além de falar com Deus, seu Pai e transmitir seus ensinamentos o tempo todo), ele inclusive (no episódio da transfiguração Mateus 17:1-8)não só falou com "Espíritos Desencarnados" no caso com Moisés e Elias como eles apareceram para Ele. Vários demônios antes de serem expulsos por Jesus se dirigiram a Ele com palavras. Neste sentido: Sim, Jesus era um Médium. Porém, Ele era o Filho amado de Deus, investido de todos os poderes de Deus, inclusive de vida e de morte. Neste caso, creio eu que o termo Médium seria um tanto quanto inapropriado para classificar Jesus Cristo. Agora, do ponto-de-vista estritamente "técnico", sim, Ele era Médium. O Maior Médium que a humanidade já conheceu...
      Espero ter ajudado.
      Um abraço Beto e Feliz Dia dos Pais!

      Excluir
  10. OLÁ RESCATOR.
    MUIIITO BOM.
    FELIZ DIA DOS PAIS .
    ABRAÇO DO BETO.

    ResponderExcluir
  11. OLÁ RESCATOR.
    SE JESUS SE COMUNICAVA COM OS MORTOS, HÁ UM CONTRADITÓRIO NA BÍBLIA QUE DIZ " NÃO COMUNICAI COM OS MORTOS" E MAIS: SE Há COMUNICAÇÕES COM OS MORTOS PODEMOS AFIRMAR QUE A RELIGIÃO ESPÍRITA (KADERCISMO) É A RELIGIÃO A SER SEGUIDA? E QUE CHICO XAVIER ERA UM ESPÍORITO ELEVADO?.

    ABS DO BETO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Beto,
      Vou tentar responder as suas perguntas da melhor maneira possível dentro das minhas muitas limitações.

      Bom,
      Primeiro: Jesus O Cristo era o filho dileto de Deus e aspecto do Mesmo junto com o Espírito Santo faz parte da Santíssima Trindade; o Mistério da Fé.
      Sendo assim, Ele (Jesus) podia (e pode) fazer o que quiser e bem entender.
      Segundo: A Bíblia não é um livro, é um conjunto de livros (bíblia é o plural de bíblio que quer dizer livro), com vários autores, muitos desconhecidos. A Bíblia é dividida em dois grandes tomos, a saber: o Antigo e o Novo Testamento. A Bíblia é cheia de contradições e dúvidas e, o principal: MUDANÇAS! Tudo muda a partir da vinda do Messias Jesus Cristo.
      O Antigo Testamento é essencialmente judaico, escrito para os judeus e não para os cristãos; as leis ali (como todo o resto) são para os israelitas (descendentes de Jacó, que passou a ser apelidado ou chamado de Israel após um sonho em que lutava com Deus). Jacó significa aquele que lutou com Deus.
      A passagem que eu acredito que você está se referindo, Deuteronômio capítulo 18 versículos de 9 a 14, Diz: ... Nem que se dê a adivinhação, à astrologia, aos agouros, ao feiticismo, a magia, ao espiritismo, à adivinhação ou a evocação dos mortos... Refere-se a uma segunda versão da Lei Mosaica, Deuteronômio significa isso mesmo, segunda lei. A primeira versão da Lei Mosaica está em Êxodo e em Levítico. De qualquer maneira, foram feitas para os hebreus (mais tarde israelitas e depois judeus).
      Mesmo dentro do Antigo Testamento, existem contradições. Como vimos acima, O Senhor proíbe a sorte (jogar a sorte esperando uma resposta divina no resultado), no entanto em mais de uma passagem (inclusive no Novo Testamento) são lançadas a sorte sobre assuntos pendentes e divisão de oblações (oferta aos deuses). Com sua permissão Beto eu "colarei” aqui nesta resposta alguns itens de um glossário que estou escrevendo de nomes e expressões bíblicas:
      1. Turim e Urim: (Êxodo capitulo 28 versículo 30) Eram objetos pequenos, possivelmente em forma de pequenos bastões ou “dedais”, que serviam para lançar a sorte “jogar” a sorte. Eles são, muito mal comparando, como moedas a serem lançadas hoje em dia: Cara ou Coroa? Fazia-se uma pergunta ao oráculo e este jogava o Urim e o Turim, o resultado poderia ser no Turim e Urim, sim ou não etc.… Considerava-se a resposta como vinda de Deus.

      2. Sortes: (Levítico Capitulo 16 versículo 8) Neste caso seriam objetos jogados ao acaso, como decidir algo por sorte de cara ou coroa, o texto não deixa claro, se eram utilizados o Urim e Turim. Veja o significado de Urim e Turim neste post.


      3. Azazel: Ser maléfico que morava no deserto; ou que se acreditava morar no deserto ou ainda supunha-se morar no deserto; o próprio Deus se refere ao sacrifício de um.
      4. Bode a Azazel (Levítico capitulo 16, versículo 8). Lançava-se a sorte com o Urim e o Turim, para saber qual sacrifício iria para o Senhor e qual iria para Azazel; fica implícito que O Senhor reconhecia a existência desta entidade.
      Então como vemos a Bíblia tem muitas contradições.
      O que podemos fazer?
      Podemos ler a Bíblia como um todo, mas não podemos levar em consideração como um compêndio a ser seguido, muito menos ser seguido ao pé da letra.
      Basear-se principalmente no Evangelho, que é a vida e a obra de Jesus, o Cristo. Além de ser mais recente, é muito mais sucinto e contém toda a essência dos ensinamentos divinos para a nossa era e não para a era antiga de quando os hebreus fugiram do Egito.
      Se formos levar a sério toda a Bíblia como sendo um "manual de instruções" de vida vamos enlouquecer.
      No Antigo Testamento tem até ofertas feitas com estátuas de hemorroidas feitas de ouro para louvar ao Senhor.
      Continua...

      Excluir
  12. OLÁ RESCATOR.
    SE JESUS SE COMUNICAVA COM OS MORTOS HÁ UM CONTRADITÓRIO NA BÍBLIA QUE DIZ "NÃO CONSULTAI OS MORTOS". PODEREMOS DIZER QUE KADERCISMO É A VERDADEIRA RELIGIÃO E QUE CHICO XAVIER ERA UM ESPÍRITO ELEVADO?.
    ABS DO BETO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Beto,
      Continuando a responder seus questionamentos:
      O Espiritismo Kardecista, compilado por Alan Kardec é uma excelente religião, agora se ela é A VERDADEIRA RELIGIÃO já é uma questão mais complicada.
      Creio que não exista A VERDADEIRA RELIGIÃO.
      A palavra religião vem do latim “religar” que significa religar, tornar a unir.
      As religiões em geral tem a proposta de religar o homem a Deus através de seus dogmas, rituais e ensinamentos.
      O Kardecismo como é popularmente conhecido é uma religião de fundo cristão ainda que seus fundamentos estejam no Livro dos Espíritos (muitíssimo bom livro) e não no Evangelho bíblico. Os Kardecistas tem sua versão do evangelho que é o livro O Evangelho Segundo o Espiritismo. (muito bom livro).
      Dentro da religião Kardecista, Chico Xavier é reverenciado quase como um santo na religião Católica, certamente ele é respeitado por qualquer religião e corrente filosófica; não sou ninguém para avaliar a estatura espiritual de Chico Xavier, mas creio que não incorro em erro, ao afirmar que ele é uma grandessíssima alma.
      Um abraço

      Excluir
  13. OLÁ.

    MUIIITO BOM E GRATO PELO ESCLARECIMENTO. CONTINUE POSTANDO MATÉRIAS NO BLOG.
    ABS DO BETO.

    ResponderExcluir

Escreva seu comentário no espaço abaixo.
Obrigado.